terça-feira, 7 de julho de 2009

Procura da palavra


A procura da palavra

Não quero mais dicionários
consultados em vão.
Quero só a palavra
que nunca estará neles
nem se pode inventar.

Que resumiria o mundo
e o substituiria.

Mais sol do que o sol,
dentro da qual vivêssemos
todos em comunhão,
mudos
saboreando-a.

Carlos Drummond de Andrade



A palavra mágica

Certa palavra dorme na sobra
de um livro raro.
Como desencantá-la?
É a senha da vida
a senha do mundo.
Vou procurá-la.

Vou procurá-la a vida inteira
no mundo todo.
Se tarde a encontro, se não a encontro,
não desanimo,
procuro sempre.

Procuro sempre, e minha procura
ficará sendo
a minha palavra.

Carlos Drummond de Andrade


4 comentários:

  1. A nossa vida é correr atrás das palavras! Que delícia, né?

    Bjoks Ritinha!
    Adoro as seleções de poemas que faz aqui!

    ResponderExcluir
  2. É sim, Debby, "As palavras têm sabor", não é?
    ;)

    Obrigadaaa
    =**

    ResponderExcluir
  3. Adorei seu blog....retribuindo visita....
    volte sempre..bjos

    ResponderExcluir
  4. Obrigada, Susi.

    Volto, sim!
    Beijo!

    ResponderExcluir

E suas palavras, quais são?

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails